[ DICA ]: O QUE DEVO LEVAR NA MALA DE MÃO?

E ai genteeee?

Hoje vou ajudar vocês que tem dúvidas do que levar na bagagem de mão, explicando um pouco mais de como arrumar tudo, onde levar os seus pertences, dinheiro, entre outras coisas.

Bom, primeiro você deve analisar a temperatura do lugar que você está indo, para ter uma noção de quantos casacos levar, entre outros itens de frio ou de calor que você pode levar contigo na mala de mão. No meu caso, eu estou levando 2 toucas, 1 cachecol, luvas, 1 casaco de zíper e um moletom, porque o Canadá é realmente muito frio…

O segundo é sempre levar o seu dinheiro na bagagem de mão, devido a furtos que podem acontecer em aeroportos internamente. Que por incrível que pareça, ocorre com uma certa frequência. Então é sempre bom ter o seu dinheiro ao seu lado, de forma segura. (Dica: Existem várias bolsinhas impermeáveis que você pode amarrar na cintura, por dentro da calça, assim também não corre perigo de perder, caso a sua mala de mão seja roubada).

O terceiro mas muito importante, são os seus documentos! Sempre leve eles com você, porque em aeroportos os funcionários costumam pedir várias vezes e se estiverem na mala despachada, você não conseguirá pegar, correndo o risco de ser barrado. Então sempre com o seu passaporte ali do lado…

A quarta coisa são os eletrônicos. Sempre leve eles na mala de mão, pelo mesmo motivo do dinheiro, pois como podem ocorrer esses furtos nas malas, tudo que for de mais valor, você deve levar acompanhado de si mesmo, como notebooks, tablets, celulares, etc…

A quinta e última coisa, são coisas meio úteis numa viagem muito longa, como fones de ouvido, travesseiro para avião, uma manta, um livro, chiclete… Coisas assim, costumam fazer o tempo passar mais rápido e tornam ele menos estressante também.

(Dica importante: Sempre veja no site da sua compania aérea os limites de peso, tamanho e quantidade de malas permitidas para não ter que pagar um extra no final da sua viagem.)

 

 

 

[ HISTÓRIA ] : Como foi o meu intercâmbio?

Oi gente! Voltei de viagem no último domingo, dia 31, e agora, depois de um semana, resolvi fazer esse post e contar para vocês como foi essa experiência incrível que eu tive na minha vida. Bom, primeiramente, queria falar para vocês que é tudo maravilhoso… Quem ainda não sabe, eu fui para Toronto – Canadá para fazer um mês de curso de inglês, e isso fez com que eu aprendesse muita coisa, abrisse totalmente a minha mente e agora posso dizer que a visão de mundo é outra.

Cheguei em Toronto no dia 31 de dezembro, bem no ano novo! Conheci a minha host family e logo em seguida, já fui assistir aos fogos no city hall. Foi bem emocionante… Depois de mais ou menos 3 dias, as minhas aulas começaram, no dia 4 de janeiro, e a escola era bem grande e com vários edifícios espalhados por Toronto.

Como todo mundo era novo na escola, não tive problemas em fazer amizade, na verdade, é a coisa mais fácil de se fazer em um intercâmbio, porque todo mundo está no mesmo barco e curioso sobre as culturas de cada um. Então a minha adaptação foi muito boa mesmo.

Sobre a minha host family, eles eram sensacionais, porque me davam total liberdade, lavavam as minhas roupas, eram simpáticos e ainda deixavam eu levar gente para casa. Eu digo que eles faziam tudo isso, porque já ouvi várias histórias sobre host families que não faziam nem metade do que a minha fazia.

E as aulas? Como elas funcionavam?

Bom, eu cai no nível high-intermediate, então eu tinha aulas de grammar durante toda a semana com a mesma professora, mas de terça e quinta, eu tinha aulas de speaking com um outro professor, que ocorriam depois do horário de almoço. E sobre os horários nós tinhamos um break de 10 minutos, na parte da manhã e um lunch time de 30 minutos. E tinhamos provas semana sim, semana não, nas quartas-feiras.

As aulas ajudam muito a melhorar na sua fala e no seu ouvido, porque são bem descontraídas… O esquema de aula, é bem parecido com os cursos de inglês oferecidos aqui no Brasil, com muitos jogos, músicas e para gramática, o livro.

Enfim, um conselho para você que está pensando em fazer um curso de inglês fora do país. Tente ir já tendo uma boa noção de inglês, porque de verdade, se eu tivesse ido sem falar nada, eu teria passado por muitos perrengues no Canadá… Então acho que compensa fazer uns 6 meses de aula antes no Brasil e depois viajar, até para aproveitar melhor o seu intercâmbio.

– Momento reflexão – 

Algumas vezes você se pergunta o porquê das coisas acontecerem e acaba refletindo sobre toda a sua vida. De repente, de forma inconsciente, você percebe que coisas que antes te faziam bem, hoje não tem mais sentido, amores que trouxeram as maiores alegrias, se tornaram apenas histórias e pessoas que nos faziam sorrir, já não estão mais em nossas vidas. Tudo que passamos se tornam memórias com o tempo, se tornam experiências que fazem com que a gente evolua e amadureça. E nessa evolução contínua, o mais importante é tirar alguma lição de tudo, até mesmo quando as coisas parecerem estar perdidas. Porque nada é insuperável e ninguém é insubstituível. 

As coisas podem doer, mas ás vezes o sofrimento é necessário, por que o que seria de cada um se tudo fosse perfeito? Qual crescimento intelectual poderia ocorrer sem um simples problema ou desilusão? O problema é que ninguém sabe disso até cair, e quando cai, aprende a levantar com mais força. Por isso, essa queda é tão importante, porque todo o caminho percorrido até a volta do próprio eixo emocional, é duro e complicado, mas depois de percorrê-lo pode ser percebido um grande avanço. Porque viver é assim, ser guerreiro a cada dia, jogar seguindo as regras e dançar conforme a música…